segunda-feira, 4 de julho de 2011

Ensaio sobre Angry Birds Yoga

Os Angry Birds: Blue Bird (verdadeira natureza), Red Bird (língua) , Black Bird (meditação), Yellow Bird (inteligência) e White Bird (sabedoria)

Um grupo de pássaros raivosos parte em busca de seus ovos desaparecidos. Trata-se do Angry Birds, um jogo que já vendeu mais de 200 milhões de cópias somando as diversas plataformas em que foi lançado. O fenômeno da Rovio Mobile é um game no qual o jogador lança pássaros contra porcos verdes dispostos em estruturas constituídas de vários materiais.

Os mestres em yoga de outrora costumavam apresentar lições de acontecimentos comuns de seus vilarejos e da natureza. A vida na aldeia se foi e quase ninguém consegue viver na natureza, portanto, para onde devemos olhar nesse reforçar dos antigos ensinamentos? Bem, Angry Birds, por que não?!

E foi assim que o professor de yoga Giridhari Das, administrador de uma escola de yoga na Chapada dos Veadeiros-GO, viu a sabedoria do yoga invadir o ambiente do game do momento. A idéia chegou ao criador de Angry Birds, Peter Vesterbacka, que achou o conceito excelente. “Eu posso ver Angry Yoga se tornar uma mania em todo o mundo”, disse ele ao professor Giridhari, que enviou seu ensaio ao dono da Rovio, com receio de estar quebrando qualquer direito autoral.

A ideia foi bem recebida e consiste em ver nas ações do game ensinamentos do yoga clássico.

Os porcos verdes são os seus inimigos na vida. Inimigos que roubam a sua felicidade e sua paz de espírito e querem levá-lo a viver uma vida insatisfatória, afastando-nos da grandeza ilimitada que cada um merece. Ao buscar a sabedoria (White Bird) e usando a sua inteligência (Yellow Bird), recordando a sua verdadeira natureza (Blue Bird), por praticar a meditação (Black Bird), vivendo uma vida nobre (Boomerang Bird), controlando os seus sentidos, começando com a língua (Red Bird), com grande determinação (Big Red Bird) e por último, mas não menos importante, buscando sempre a ajuda do Divino (the Mighty Eagle), você pode detonar os porcos verdes de mentalidade destrutiva e conduzir a uma vida esclarecida e abençoada.

Giridhari identicou em cada um dos personagens do jogo celebres propósitos da cultura da autorrealização em yoga. Interessante, não?

Fontes: Giridhari Das; Cesar Giobbi


Compartilhar

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário