terça-feira, 6 de setembro de 2011

Especialista relaciona vírus na carne e câncer


Um dos premiados com o Nobel de Medicina em 2008, o infectologista alemão Harald zur Hausen, investiga agora a possibilidade de alguns tumores de colón, de pulmão em não fumantes e de mama também estarem relacionados a um vírus.

Para ele, um vírus da família do poliomavírus, presente em animais, especialmente nos bovinos, tem potencial de provocar infecções que podem desencadear o câncer.

Segundo ele, em geral, o processo de cozimento ou fritura da carne não é capaz de destruir o vírus.

O especialista diz:
“Há um grande número de estudos relacionando o aumento do câncer colorretal ao alto consumo de carne vermelha. Na carne bovina há fortes evidências. Então tem alguma coisa a mais. Nossa hipótese é que haja na carne bovina um vírus que talvez esteja relacionado ao câncer colorretal e também a tumores de pulmão em não fumantes e de mama. Mas as evidências parecem ser mais fortes no câncer de colón. Nos países árabes, onde se consome mais carne de ovelha e de cabrito, a prevalência do câncer de colón é baixa. Na Índia, quase não há câncer de colón. E no Japão e na Coreia, onde a carne se transformou em um prato popular apenas no século passado, está havendo um aumento do casos. O vírus da família do poliomavírus, presente no gado, mas que normalmente não causa câncer em animais, resiste ao calor do cozimento e já foi encontrado em humanos. Recomendo às pessoas que reduzam o consumo de carne vermelha. Aliás, essa é uma recomendação que já vem sendo feita mesmo antes dessa relação.”

Fontes: Portal BBT; Folha de São Paulo


Compartilhar

.

Nenhum comentário:

Postar um comentário