segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Médico Nutrólogo explica nova forma de entender o vegetarianismo

(Para o médico, o desconhecimento acerca da alimentação vegetariana impede que alguns profissionais da saúde recomendem esse tipo de dieta)

A mudança de consciência que inclui as questões ambientais e de saúde que estão ocorrendo no planeta já permite que quase 10% da população brasileira, segundo dados do Ibope, não coma nenhum tipo de carne. Para o médico nutrólogo Eric Slywitch, especializado em dietas vegetarianas e autor de livros como “Alimentação Sem Carne” e “Virei Vegetariano e Agora?” (ed. Alaúde), a tendência é que mais pessoas passem por essa transformação da consciência, por qualquer que seja o motivo.

A maior parte das pessoas ainda come derivados animais por uma questão cultural. Por mais que no passado a carne tenha sido importante para a sobrevivência da espécie, estamos em um momento de evolução da humanidade e do planeta que, segundo Slywitch, não comporta mais essa situação.

No Brasil, a tendência é crescente dessa nova corrente, assim como o interesse por alimentação saudável, onde o vegetarianismo se encaixa muito bem. O índice de vegetarianos parece pequeno se formos pensar em termos populacionais, já que somos mais de 190 milhões de habitantes no País. No entanto, já é expressivo para permitir que essa população seja incluída como detentora de direitos específicos.

A oferta cada vez maior de produtos próprios para vegetarianos na grande maioria dos supermercados também é sinal da existência de um público consumidor considerável. Hoje, muitos estudos já tratam a alimentação à base de vegetais como sinônimo de saúde. “Acredito que isso vá provocar um aumento expressivo no número de consumidores nos próximos anos”, diz Slywitch, que esteve em Rio Preto na semana passada e falou com exclusividade com o Saúde Sustentável.

Comparação e esclarecimento:
- O déficit de vitamina B12 está presente em 40% da população da América Latina que consome carne. Na dieta vegetariana esse índice chega a 50%.

- A vitamina é encontrada em carnes, queijos, ovos, leite, alimentos fortificados que existem no mercado e suplementos nutricionais.

- Se você for tirar todos os derivados animais da alimentação, é interessante fazer a suplementação(que pode ser encontrada em qualquer farmácia) para garantir que não ficará com deficiências.

Dicas de leitura:
Alimentação Sem Carne - Guia Prático
Autor: Eric Slywitch
Editora: Alaúde
Este livro ensina como montar um cardápio vegetariano por meio dos grupos alimentares. É 100% embasado em artigos científicos. A obra também traz as informações mais importantes dos principais nutrientes sobre os quais se tem dúvidas na dieta vegetariana, juntamente com tabelas de valores nutricionais de centenas de alimentos
Páginas: 112
Preço de capa: R$ 39,90
Loja online: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=22089129&sid=018029178131016548884049160

Virei Vegetariano. E Agora?
Autor: Eric Slywitch
Editora: Alaúde
Depois do sucesso do livro “Alimentação Sem Carne – Guia Prático”, o primeiro livro brasileiro que ensina como montar sua dieta vegetariana, a editora lança a segunda obra do médico especialista em nutrologia, nutrição clínica, nutrição enteral e parenteral, Eric Slywitch. O médico também é mestre em ciências pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e coordenador do Departamento de Medicina e Nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira
Páginas: 160
Preço de capa: R$ 38
Loja online: http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=22097700&sid=018029178131016548884049160

Cárdapio Vegetariano elaborado pelo Dr. Eric Slywitch:
(Clique na imagem para ampliar)

Assista abaixo entrevista com o nutrólogo Eric Slywitch:


Observação1: O Dr. Eric Slywitch é Médico, coordenador do departamento científico da Sociedade Vegetariana Brasileira. Especialista em nutrologia (ABRAN) e nutrição enteral e parenteral (SBNPE). Pós graduado em nutrição clínica (GANEP). Especialista em nutrição vegetariana.

Observação 2:   Nutrólogo é um profissional formado em Medicina e com pós-graduação ou residência na área de nutrologia. Com especialização em doenças provocadas pela alimentação inadequada, o nutrólogo é capaz de avaliar carências de nutrientes no organismo, além de tratar obesidade e infecções gastrintestinais. Já nutricionista,  que não está habilitado a receitar remédios nem internações, é fera em criar cardápios balanceados. Suas dietas são formuladas a partir do histórico médico, hábitos e estilo de vida de cada paciente.

Fontes: Facebook; www.dietasemcarne.com.br




.

Nenhum comentário:

Postar um comentário