quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

Biografia de Sua Graça Yamuna Devi Dasi (ACBSP)

Biografia de Yamuna Revela uma Vida de Devoção Imaculada.
Notícias Vaiṣhṇavas Internacionais         
por: Madhava Smullen ISKCON News
em 24 de outubro de 2014


A capa do livro

Uma nova obra de dois volumes dará aos leitores uma visão íntima e pessoal na jornada de uma das mais amadas devotas da ISKCON – Yamuna Devi, uma pioneira da ISKCON e uma das primeiras discípulas de Srila Prabhupada.

Yamuna faleceu em 20 de dezembro de 2011 aos 69 anos, e “Yamuna Devi: Uma Vida de Devoção Imaculada” (ainda sem publicação em português: Yamuna Devi: A Life of Unalloyed Devotion) é por si uma oferenda amorosa de devoção de alguns dos muitos devotos que foram profundamente impactados por ela.
[…]

(Prabhupada e Yamuna)

Interessantemente, “Yamuna Devi: Uma Vida de Devoção Imaculada” começou como memórias pela própria Yamuna, após muitos irmãos e irmãs espirituais pedirem para ela escrever sobre sua extraordinária vida.
[…]

Antes de falecer, Yamuna pediu várias vezes a Dinatarini para completar suas memórias para ela. O resultado está em 1.080 páginas
[...]

(Yamuna cozinhando)

No livro é detalhado como ela aprendeu a cozinhar com Srila Prabhupada; como ela e suas amigas estabeleceram um segundo Templo da ISKCON em São Francisco; como ela e dois outros casais começaram o Movimento Hare Krishna na Inglaterra; e como ela gravou a canção “Govindam” com George Harrison.

E, claro, ouvimos sobre como ela viajou com Prabhupada na Índia; e como seu épico livro de receitas da Cozinha do Senhor Krishna nomeado para a o Livro de Culinária do Ano da Associação Internacional de Profissionais de Culinária.
[...]

(Yamuna e Tamal Krishna Gosvami; Londres, abril de 1994)

O livro também fala abertamente sobre os desafios de Yamuna enquanto trabalhava numa posição superior na administração da ISKCON Vrindavana / Índia (Templo Krishna Balarama), numa época da ISKCON  em que as mulheres sofreram muitos destratamentos.

Sentindo-se denegrida simplesmente por seu gênero, Yamuna deixou o projeto do Templo Krishna Balarama em 1974 para começar um ashram de mulheres no Oregon com sua irmã espiritual Dinatarini. Ao fazer isso, ela deparou-se com críticas dos líderes masculinos que disseram que ela nunca poderia fazer avanço na vida espiritual por ela ter “deixado a ISKCON” e a associação dos devotos.

Yamuna escreveu para Prabhupada para dizer-lhe que ela tinha deixado a Consciência de Krishna ou sua dedicação a ele, e para expressar seu medo de que ela não tivesse mais as bênçãos dele. Em 1975 Prabhupada encontrou-se com Yamuna em Los Angeles e com lágrimas nos olhos lhe disse que ele havia sentido muito a falta dela na abertura do Templo Krishna Balarama.

Os dois riram e brincaram como velhos amigos e então, respondendo à carta dela, Prabhupada disse a Yamuna que “a ISKCON está onde você canta os Santos Nomes de Krishna” e que “a Associação pode ser de dois ou de duzentos. Mas você deve ser compatível. Se vocês são dois e são compatíveis, vocês podem voltar ao Supremo. Mas se vocês são duzentos e não compatíveis” – aqui ele abriu seus olhos largamente – “Então ninguém fará qualquer avanço.”

 (Yamuna e Dinatarini)

“Há tanta informação errada sobre Srila Prabhupada e seu tratamento às mulheres nos significados”, diz Dinatarini. “Mas nós tivemos experiência direta onde Srila Prabhupada pessoalmente nos protegeu de muitas coisas que estavam acontecendo. E nós sentimos tão profundamente o cuidado e a preocupação dele com todas as mulheres dentro da ISKCON.”
[…].


O livro “Yamuna Devi: A Life of Unalloyed Devotion” está disponível na língua inglesa para pré-compra em krishnamagic.com, krishna.com, Bhaktivedanta Library Services (Europe), e De Publishers (India).

Veja também: Samadhi de Cinzas de Sua Graça Yamuna Mataji em Vrindavana

Para ouvir seus bhajanas acesse: http://audio.iskcondesiretree.info

Fontes: Fórum Krishna-katha


Nenhum comentário:

Postar um comentário